Home > valença 

Núcleo Museológico de Valença

Photo 1
Photo 1
Todas as fotografias / imagens são fornecidas apenas para orientação.
Localiza-se na Rua de Mouzinho de Albuquerque, cidade de Valença, no distrito de Viana do Castelo, região Norte e sub-região do Alto Minho
 
O antigo cárcere e a "Domus Municipalis" um dos edifícios mais emblemáticos e antigo reduto acolhe agora memórias dos momentos mais marcantes da história de Valência.

O espólio arqueológico, a leitura da fortificação medieval e o apogeu da fortaleza militar do século XVIII são os grandes contornos deste núcleo.

O Núcleo Museológico Municipal mostra algumas das épocas mais significativas da história de Valença, cujo edifício é um contador de histórias mas sofreu alterações e serviu diversos fins.

O visitante neste percurso terá oportunidade de visitar a sala da pré-histórica local, de conhecer o ambiente medieval e de contactar com a fortificação da urbe já no século XVII.

O núcleo museológico municipal é um espaço de preservação da memória cultural de Valença.

A história local e a sua articulação com os circuitos turístico-culturais intra e extramuros são dois dos seus objetivos principais.

O Núcleo Museológico de Valença pretende coleccionar, preservar, interpretar e expor no sentido de promover a compreensão da história local e aproximar as populações através da divulgação sistemática das diversas actividades que pretendem realizar.

Na sala de Arqueologia merecerá especial destaque o espólio romano nomeadamente a cerâmica.

A sala da Fortificação Medieval reproduz o castelo medieval, a sua vida e vivências e a sala da Fortificação Setecentista contará com espólio militar da época resultante do protocolo agora celebrado com o Exército Português.

O Exército vai prestar apoio técnico e científico na organização do Núcleo Museológico na vertente da história militar de Valença, nomeadamente da sua época setecentista.

O edifício que acolhe o Núcleo Museológico é conhecido como Antiga Cadeia e é um dos mais antigos e simbólicos da zona histórica.

No início surgiu como Moradia Regia, edificada em finais do século XIII e depois sede da administração municipal, como Domus Municipalis e no século passado, a função de cadeia e nos últimos anos no piso inferior funciona a Sala de Exposições Municipal.

No edifício destacam-se no piso térreo os magníficos tectos abobadados e respectivos arcos indicativos da arquitectura gótica do tempo de D. Afonso III.