Home > setúbal 

Pedra Furada

Photo 1
Photo 1
Todas as fotografias / imagens são fornecidas apenas para orientação.
Localiza-se junto à Estação Ferroviária de Setúbal-Mar, na Estrada da Graça, cidade de Setúbal, Centro de Portugal
 
A Pedra Furada consiste num rochedo de arenito ferruginoso atravessado por diversos tubos verticais ocos preenchidos por areia solta e clara, estima-se que tenha entre dois a quatro milhões de anos possui 18 metros de altura por 12 de comprimento, e está orientado de norte a sul.

A Pedra Furada singular a nível nacional, europeu e mundial foi descrita pela primeira vez pelo Barão de Eschwege em 1831 e figura em lendas e crenças populares da zona.

No ano de 2003 passou a integrar um dos pólos do Museu Nacional de História Natural, a sua parte submersa foi destruída em 2019 na sequência de obras para a melhoria das acessibilidades marítimas ao Porto de Setúbal.

A Pedra Furada, um arenito consolidado em ferro com mais de dois milhões de anos, poderá tornar-se o centro de um núcleo museológico sobre formações geológicas e com documentos etnográficos associados ao monumento natural.

O rochedo ferruginoso é uma formação rara no mundo e só na Califórnia existe algo semelhante.

A particularidade da Pedra Furada é a sua constituição de areia consolidada com ferro, através de estruturas tubulares, enquanto que a formação rochosa descoberta nos Estados Unidos teve o calcário como elemento endurecedor.

Apesar das diferenças entre os dois arenitos, a experiência da investigação na Califórnia está a ser utilizada num mestrado de geologia sobre o monumento que decorre na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, apoiado pela Câmara Municipal de Setúbal.

A pedra furada existente em Setúbal é um fenómeno geológico excepcional na sua formação e origem tem sido desde os tempos mais remotos factor de curiosidade e interesse para os setubalenses quer em termos eruditos e em termos mais populares.

As lendas e rituais estão associados à sua presença, desde a espera dos reis magos à espera das comitivas reais propriamente ditas quando se deslocavam dos paços situados no Alentejo para a corte em Lisboa.

A Pedra Furada cientificamente está comprovado que é um fenómeno natural que resultou da consolidação de terreno arenoso, que continua a existir nas escarpas que o ladeiam, e que se estima ter uma existência entre dois a quatro milhões de anos.