Termas de Caldas de Moledo

Photo 1
Photo 1
Todas as fotografias / imagens são fornecidas apenas para orientação.
Localiza-se na freguesia de Caldas de Moledo, Concelho de Peso da Régua, distrito de Vila Real, da Região Norte, da sub-região do Douro
 
As Termas das Caldas do Moledo são conhecidas há muito tendo um ligação histórica indissociável ao desenvolvimento daquela localidade.

Um lugar agradável para o visitante dar um passeio à beira do rio por entre o ambiente bucólico de largas avenidas com imensas árvores e vegetação e edifícios ordenados que contam o esplendor de um tempo desaparecido
História das Termas de Caldas de Moledo remontam ao berço da Nação
 
Neste local Dona Teresa de Leão mãe do 1º rei de Portugal estabeleceu a barca de Deus que providenciava gratuitamente a travessia do rio tanto para os que o procuravam para banhos como para os peregrinos que faziam o caminho de Santiago.

D. Teresa fundou neste lugar uma hospedaria para que os mais desfavorecidos tivessem onde ficar e pudessem ter acesso a banhos nesta água salutar.

As propriedades terapêuticas das águas ganharam maturidade no século XVIII e o seu grande desenvolvimento teve a mão de Dona Antonia Ferreira.

Nessa época a fama desta estância balnear passou a fronteira e o requinte e a excelência dos seus serviços comparados com os melhores lugares de Paris.

No Parque começou a haver luxuosos hotéis, restaurantes, um coreto, uma farmácia, uma estação de caminhos de ferro e até um telégrafo.

No ano de 1863 Francisco José Silva Torres 2º marido de D. Antónia Adelaide Ferreira comprou a quinta tendo o casal desenvolvido as Termas do Modelo onde construíram o Palacete, a Estância Balnear, aumentaram a Hospedaria do Lidoro transformando-a no Grande Hotel cederam terrenos para o Parque e mandaram proceder ao estudo analítico das águas.

A procura pelas águas termais contribuiu para o desenvolvimento urbano e económico da zona levando à construção de várias infraestruturas como um Casino, vários hotéis (Grande Hotel, o Hotel Vilhena e o Petit Hotel), casas de banhistas, três capelas particulares, várias casas de comércio, estação de telégrafo-postal, caminho-de-ferro de forma a proporcionar uma melhor estadia aos banhistas.

As Termas de Caldas de Moledo foram fechadas há dez anos mas com a revitalização do de um dos edifícios que possui uma piscina de água quente.

No âmbito do projecto, o edifício vai ser reabilitado e adaptado para acolher um programa termal, com vários tipos de tratamento e mantendo a piscina como elemento principal.

As Caldas de Moledo estão localizadas junto ao rio Douro, estendem-se pelos concelhos de Mesão Frio e Peso da Régua e contam uma história ligada a dona Antónia Adelaide Ferreira a “Ferreirinha” da Régua a quem foi entregue o alvará de concessão das termas em 1895.

Atualmente aguarda-se a recuperação do Parque Termal das Caldas de Moledo que em tempos foi o ex-libris da Régua.