Home > guarda 

Centro Histórico da Guarda

Photo 1
Photo 1
Todas as fotografias / imagens são fornecidas apenas para orientação.
Localiza-se no Largo General Humberto Delgado, cidade da Guarda, na região do Centro de Portugal, sub-região das Beiras e Serra da Estrela
 
O Largo General Humberto Delgado, na cidade da Guarda possui um amplo espaço com calçada típica portuguesa, árvores centenárias e no centro encontra-se um Monumento aos Combatentes da Grande Guerra e à volta podem ver-se edifícios históricos restaurados com casas típicas com rés do chão e 1º andar todas com varanda em ferro.

Humberto Delgado nasceu em 1906 e era um jovem oficial quando se dá o golpe de estado de 28 de Maio de 1926 no qual participa e torna-se logo a seguir um entusiástico apoiante do Estado Novo tendo publicado em 1933 um livro,”Da Pulhice do Homo sapiens, onde fazia rasgados elogios ao “grande homem Salazar”.

Humberto Delgado foi primeiro dirigente da Legião Portuguesa comissário-adjunto da Mocidade Portuguesa, representante nas negociações secretas para a cedência de bases nos Açores ao Reino Unido, na origem da criação da TAP (nessa altura diretor-geral da Aviação Civil) e recebeu a Grã-Cruz da Ordem Militar de Avis em novembro de 1957.

Delgado corre o país atingindo recantos onde não era habitual ver-se um candidato a presidente mas onde a sua fama já tinha chegado e o que lhe garante sempre banhos de multidão acompanhados de confrontos com a polícia.

Aparentemente estavam assim reunidas as condições para a eclosão de um golpe militar durante o período que antecedeu e em que decorreu a campanha eleitoral.

Até à sua morte Delgado nunca deixou de acreditar ser a ação militar com o apoio de civis armados a única solução para fazer cair o regime autoritário de Salazar e em abril de 1974 a História dar-lhe-ia razão.

No largo também encontramos o Jardim José de Lemos na cidade de Guarda possuindo árvores centenárias, imensa vegetação, canteiros com relva e flores coloridas, couves brássicas, bancos, candeeiros e onde se salienta um monumento em homenagem aos combatentes da Grande Guerra.

No Jardim José de Lemos também encontramos um Grande monumento em pedra com cerca de cinco metros de altura e possui a seguinte inscrição: "Ao sacrifício e glória dos mortos da Grande Guerra 1914-1918".

O Monumento aos Mortos da Grande Guerra da Guarda, é da autoria de Júlio Vaz Júnior e foi inaugurado no dia 31 de Julho de 1940 pelo General Tasso de Miranda com a bênção do bispo D. José Alves Matoso e encontra-se no Largo do Jardim General Humberto Delgado.

Actualmente podemos ver no Largo imobiliárias, lojas de móveis e objetos decorativos, empresa de advogados, farmácia, gelataria, clinica dentaria, laboratorio de analises clinicas, agências de viagens, loja de construção civil, um hotel, loja de tintas, escola de condução, Arquivo Distrital da Guarda e a Liga dos Combatentes da Grande Guerra.

Mais acima o visitante pode ver a Câmara Municipal, o Tribunal Judicial, um hotel de turismo desactivado e cafés com amplas esplanadas