Home > batalha 

Museu da Comunidade Concelhia

Photo 1
Photo 1
Todas as fotografias / imagens são fornecidas apenas para orientação.
Localiza-se no centro histórico da Vila da Batalha, junto ao mosteiro de Santa Maria Vitória, no Largo Goa, Damão e Diu, Vila da Batalha, Distrito de Leiria, na província da Beira Litoral, Centro de Portugal
 
O espaço cultural ilustra a história deste território através dos registos geológicos e paleontológicos: a Villa romana Collippo, a Batalha de Aljubarrota, a construção do mosteiro Mosteiro da Batalha evidenciando o povo desta região até aos nossos dias.

O Museu da Comunidade Concelhia da Batalha tem como objectivo o estudo, a preservação, a valorização e a divulgação do Património promovendo a cultura da região através de um programa expositivo dinâmico com cariz pedagógico que envolve toda a comunidade.

O Museu da Comunidade Concelhia eleito o Melhor Museu Português em 2012 pela Associação Portuguesa de Museologia, distinguido com o consagrado prémio Kenneth Hudson (2013) na Bélgica, é um projecto inserido na linha da Nova Museologia e da Sociomuseologia que pretende valorizar a identidade e a história do Concelho da Batalha e dos seus munícipes.

O Museu retrata a vida deste território, desde as suas origens geológicas, paleontológicas e arqueológicas, percorrendo os principais acontecimentos históricos e artísticos até à atualidade.

As áreas descrevem a evolução do território e da vida desta região nos últimos 250 milhões de anos levam-nos até 1385, aos momentos da Batalha de Aljubarrota e da promessa anteriormente realizada por D. João I de construir uma grande igreja se a vitória contra o invasor castelhano lhe fosse concedida.

A esta área pertencem os capítulos: Geologia e Paleontologia do Território, Os primeiros seres humanos na Batalha, Do paleolítico à dominação romana e De Collippo ao Mosteiro.

O período que começa em 1386 descreve a história da Batalha desde o início da construção do Mosteiro de Santa Maria da Vitória até à atualidade que permitiram à população desta terra ir conquistando pouco a pouco a sua autonomia e identidade até se transformar no actual Concelho.

A ela pertencem os capítulos: A construção do Mosteiro, Tempos de Glória, Tempos de Esquecimento, Tempos de Recuperação e Tempos de Comunicação e Cidadania.

O Museu da Comunidade Concelhia da Batalha em colaboração com especialistas desta área, realizou com base numa das divisões mais tradicionais e conhecidas dos grandes recursos da Natureza: Ar, Terra, Fogo e Água um roteiro sobre a Biodiversidade.

A área exibe o Concelho na actualidade através de filmes, ecrãs tácteis, maqueta de base topográfica interactiva que permite conhecer as rotas e os caminhos culturais e naturais do território e das suas gentes, o visitante pode ver um dos seis filmes que retratam esta região.

Nesta área desenvolvem-se trabalhos de investigação com a comunidade que conduzem à realização de exposições de média duração: a exposição alusiva ao ensino na Batalha iniciou o calendário de mostras temporárias realizadas neste espaço polivalente seguindo-se a exposição "100 anos de carvão - Minas da Batalha 1854-1954".

O Laboratório da Memória Futura permite entender como foi construído este museu, conhecer os trabalhos de investigação sobre a região e consultar a maioria das publicações existentes sobre o Concelho.