Barragem de Bemposta

Photo 1
Photo 1
Todas as fotografias / imagens são fornecidas apenas para orientação.
A Barragem de Bemposta fica no Rio Douro, freguesia de Bemposta, Concelho de Mogadouro, distrito de Bragança, Norte de Portugal
 
A Barragem da Bemposta é uma barragem em arco de concreto no Douro onde o rio forma a linha de fronteira nacional entre Espanha e Portugal e é usada para energia.

A barragem aparece enquadrada por uma paisagem de vinhedos em socalco na Bacia Hidrográfica do Douro e o acesso das embarcações à água condicionado ao enchimento da albufeira.

A construção da barragem teve início em 1957 e foi concluída em 1964 e é propriedade da Companhia Portuguesa de Produção de Electricidade e no ano de 2019 foi vendida a um consórcio francês.

A Barragem foi inaugurada em 1964 de 87 metros de altura máxima acima das fundações e do tipo arco de gravidade aligeirada por meio de uma grande galeria na base com cota de coroamento de 408 m com capacidade de geração de 401 megawatts.

A Barragem de Bemposta faz parte do Aproveitamento Hidroeléctrico de Bemposta está localizado imediatamente a montante da confluência do afluente rio Tormes, no final do troço internacional atribuído a Portugal, junto da povoação de Bemposta, concelho de Mogadouro.

O Aproveitamento de Bemposta compõe-se basicamente de Barragem, equipada com um descarregador na zona central do coroamento, 2 Centrais Hidroelétricas subterrâneas, Edifícios de Comando e Descarga e Subestação, implantados na margem direita junto ao encontro da barragem.

A Central I de Aproveitamento Hidroeléctrico de Bemposta entrou em serviço em Dezembro de 1964 utilizando o desnível de 69 m entre o nível máximo de retenção de montante 402 m e a foz do rio Tormes, com uma potência instalada de 210 MW e produz em média 1 086 GWh/ano, enquanto a Central II entrou em serviço em Novembro de 2011 e tem um potência instalada de 191 (Megawatt|MW) e produz em média 134 GWh/ano.

O descarregador principal de cheias localizado sobre a barragem é constituído por 4 portas equipadas com comportas de segmento e tem uma capacidade total de 11.000 m3/s.

Na zona central sobre a barragem localiza-se o descarregador auxiliar equipado com uma comporta segmento destinado à regulação de nível e à evacuação de caudais inferiores a 500 m3/s.

A sua Albufeira tem uma capacidade total de 129 000 000 m³ dos quais apenas 20 000 000 m³ são utilizados para turbinamento e estende-se por cerca de 21 km numa zona em que o vale do Douro é relativamente mais aberto que a montante mas na zona de implantação da barragem as margens são acentuadamente abruptas.

A Central de Bemposta I é subterrânea localizada no maciço rochoso junto ao encontro direito da barragem tem 85 m de comprimento, 22 m de largura e 45 m de altura máxima de escavação também equipada com 3 grupos geradores com turbinas do tipo Francis de eixo vertical de 79 434 kW acopladas a alternadores trifásicos de 78 MVA.

Os Edifícios de comando e descarga localizam-se na margem direita numa plataforma sobrelevada relativamente ao coroamento da barragem.

A Subestação (instalação elétrica de alta potência) de Transformação 15/242 kV está estabelecida numa plataforma à cota do Edifício de Comando e dispõe de 3 blocos de transformadores monofásicos de 3x29 MVA.

O Parque de Linhas (Subestações) está dimensionado para 5 painéis de saída e contendo equipamentos para transmissão e distribuição de energia elétrica, proteção e controle.

No mês de Novembro de 2011 entrou em serviço o Reforço de Potência da Barragem de Bemposta constituído por uma nova central subterrânea (Bemposta II) com 1 grupo gerador constituído por uma turbina Francis de eixo vertical de 191 MW e alternador de 212 MVA.