Home > algarve 

Santuário de Nossa Senhora da Piedade

Photo 1
Photo 2
Photo 3
Photo 4
Photo 5
Photo 1
Photo 2
Photo 3
Photo 4
Photo 5
Todas as fotografias / imagens são fornecidas apenas para orientação.
Localiza-se na rua da Nossa Senhora da Piedade, na freguesia de São Sebastião, no concelho de Loulé, Algarve, Sul de Portugal
 
O Santuário de Nossa Senhora da Piedade (também conhecido por Santuário da Mãe Soberana) é um dos mais importantes santuários marianos de Portugal a seguir ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima.

A Ermida de Nossa Senhora da Piedade de Loulé foi construída em 1553, e o local escolhido foi junto ao centro urbano, no topo de uma colina junto a uma importante estrada que ligava São Brás de Alportel, Loulé e Boliqueime desde a época romana.

No final do século XVI, o padroado deste templo passou para a Câmara de Loulé e como tal a edilidade assumiu a apresentação do ermitão, e a organização da festa principal então realizada na segunda-feira depois das oitavas da Páscoa.

O primitivo retábulo da capela-mor (1565) manteve-se ao culto até princípios do século XVIII.

Em 1716, o Juiz de Fora de Loulé, o Dr. Filipe Peixoto de Moura como Reitor da Confraria de Nossa Senhora da Piedade ajustou a feitura de um novo retábulo em talha com um dos mais relevantes entalhadores algarvios, o mestre farense Gaspar Martins, mas esse interessante exemplar do barroco nacional foi vitimado pelo terramoto de 1755 que destruiu parte da ermida nomeadamente a capela-mor.

Na reconstrução efectuada nos anos imediatos, a ousia passou para poente e a fachada principal para nascente.

Na nova capela-mor foi construído o atual retábulo de talha e no tecto uma pintura de perspectiva arquitectónica, e foram ainda executados pelo mesmo artista mais duas pinturas do mesmo género, uma no tecto da sacristia e outra na nave sobrevivendo somente a última.

A derradeira campanha de obras ocorreu nos finais do século XIX, tendo-se reformulado a fachada principal e promovido a pintura de painéis figurativos nas paredes laterais.

A festa a Nossa Senhora da Piedade foi mantendo uma grande popularidade, e nos meados do século XX inicia-se a construção de um novo templo, de enormes dimensões, junto à ermida.

Atualmente as festividades à Virgem, localmente designada por Mãe Soberana, afirmam-se no contexto algarvio como a mais expressiva e concorrida manifestação religiosa, deslocando-se a Loulé nesse dia milhares de fiéis.

Este templo católico tornou-se desde então um local de peregrinação onde decorrem duas celebrações anuais após a Páscoa, a Pequena Festa e a Grande Festa, em homenagem à Senhora da Piedade respectivamente no Domingo de Páscoa e duas semanas depois, no terceiro Domingo, sendo uma das maiores confraternizações religiosas de Portugal.

Sabe-se que foi encomendada uma imagem da Senhora da Piedade: uma imagem de forma perfeita, estilo maneirista, uma escultura de madeira de criação impecável.

A escultura de Nossa Senhora da Piedade existente neste Santuário mariano é de escultura de madeira e de perfeitíssima mão, e trata-se de uma imagem de vulto perfeito com 90 x 40 centímetros que se insere no estilo maneirista provavelmente executada por um escultor de arte-sacra farense, ou flamengo nos finais do século XVI ou nos princípios do século XVII.

As festividades à Santíssima Virgem Maria localmente designada por "Mãe Soberana" afirmam-se no contexto algarvio como a mais expressiva e concorrida manifestação religiosa, e deslocando-se a Loulé nessas datas milhares de fiéis.