Home > alentejo 

Aljustrel

Photo 1
Photo 2
Photo 1
Photo 2
Todas as fotografias / imagens são fornecidas apenas para orientação.
Aljustrel é um município português pertencente ao distrito de Beja, na região do Sul de Portugal com 458,47 km 2 de área e 9 257 habitantes, Portugal
 
O município de Aljustrel está dividido em 4 freguesias: Aljustrel e Rio de Moinhos, Ervidel, Messejana e São João de Negrilhos.

O município é limitado a norte pelo município de Ferreira do Alentejo, a leste por Beja, a sul por Castro Verde, a sudoeste por Ourique e a oeste por Santiago do Cacém.

No território está documentada a passagem de grupos de caçadores-recolectores do Paleolítico, mas os primeiros achados arqueológicos remontam a finais do 3º milénio a.C. e situam-se no morro de Nossa Senhora do Castelo que era 1 comunidade que se dedicava à extração e metalurgia do cobre.

No período romano em finais do século I a.C. a exploração mineira sofreu um grande impulso com uma exploração bastante intensiva.

No século IX com o domínio muçulmano da Península Ibérica começaram aqui a fixar-se comunidades mouras vindas do norte de África e o lugar passou a denominar-se Albasturil.

No século XI construíram um castelo de taipa que se manteve funcional até à reconquista cristã em 1234.

A praça foi conquistada pelos cavaleiros da Ordem Militar de Santiago da Espada a quem o rei D. Sancho II fez a doação dos territórios conquistados.

No ano de 1252 o concelho de Aljustrel assume forma jurídica com a atribuição de Carta de Foral outorgada pela Ordem de Santiago e confirmada pelo rei D. Afonso III.

No ano de 1510 recebe nova Carta de Foral atribuída por D. Manuel I e que foi escrita por Fernão de Pina, guarda-mor da Torre do Tombo.

No ano de 1836 o concelho de Aljustrel vê aumentada a sua área com a freguesia de Ervidel e em 1855 sofre nova alteração com a anexação de parte do extinto concelho de Messejana.

No ano de 1910, Aljustrel aderiu de imediato à República tendo sido um membro ilustre de Aljustrel o Dr. Manuel de Brito Camacho, médico, jornalista, político, deputado e ministro e foi um dos principais líderes do movimento republicano.

Nesta região destaca-se o pão alentejano com fermento da massa e cozido em forno de lenha nos condimentos e ervas aromáticas (hortelã da ribeira, orégãos, coentros, hortelã e salsa), gaspachos, migas, açordas, cozidos de grão e de feijão e sopas alguns dos pratos mais característicos da cozinha tradicional de Aljustrel.

As atrações são: Castelo de Aljustrel, Igreja de Nossa Senhora do Castelo, Museu Municipal de Arqueologia de Aljustrel, Jardim 25 de Abril (R. da Quadra, Aljustrel), Estádio Municipal de Aljustrel, Igreja na freguesia de Messejana, Pelourinho de Messejana, Biblioteca Municipal de Aljustrel, Barragem do Roxo, Mina - Zona Histórica e Parque Mineiro de Aljustrel.