Home > aldeias 

Aldeias do Xisto na Serra da Lousã

Photo 1
Photo 2
Photo 3
Photo 1
Photo 2
Photo 3
Todas as fotografias / imagens são fornecidas apenas para orientação.
Aldeias do Xisto ficam na Serra da Lousã com 1205 metros de altitude no ponto mais elevado (Trevim) situa-se na transição do distrito de Coimbra para o de Leiria
 
As aldeias integram o ramo norte da Cordilheira Central constituída pelas serras da Estrela, Açor e Lousã fazendo também parte do Sistema Montejunto-Estrela.

No topo a serra tem 439 metros de proeminência topográfica e 31,17 km de isolamento topográfico e abrange os concelhos de Miranda do Corvo, Lousã, Góis e Penela (no Distrito de Coimbra) e Castanheira de Pêra e Figueiró dos Vinhos (no Distrito de Leiria).

A Serra da Lousã conjuga de forma única a vertente cultural e humana das Aldeias do Xisto com a natureza e as possibilidades de lazer que a sua paisagem proporciona.

No dia três de março de 1995 iniciou-se a reintrodução cervídeos, nomeadamente veados (Cervus elaphus) e corços (Capreolus capreolus) na Serra da Lousã.

No ano de 2017 existem aproximadamente três mil animais a viver em estado selvagem numa área superior a cem mil hectares.

A região do mel de Denominação de Origem Protegida da Serra da Lousã integra dez municípios: Arganil, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Góis, Lousã, Miranda do Corvo, Pampilhosa da Serra, Pedrógão Grande, Penela e Vila Nova de Poiares nos distritos de Coimbra e Leiria.
Características das Aldeias do Xisto (Serra da Lousã)
 
As Aldeias do Xisto são 27 distribuídas pela Região Centro num território de enorme beleza que oferece experiências únicas.

As Aldeias do Xisto são atravessadas por inúmeros trilhos pedestres e por caminhos que nos levam ao St. António da Neve ao Alto do Trevim, ao Castelo da Lousã, à Sra. da Piedade e às praias fluviais.

A Rede das Aldeias do Xisto íntegra 27 aldeias de 16 concelhos que se situam no centro de Portugal no território que se situa entre Castelo Branco e Coimbra.

Um território essencialmente constituído por montanhas de xisto circundado e atravessado por uma boa rede rodoviária.

As montanhas oferecem pedras que fazem parte da identidade do território e com as pedras se fez a sua história mas com elas se fez um projeto de futuro.

Aldeias que estavam em ruína, a desaparecer originaram um destino turístico premiado é algo único e notável por ter surgido num dos territórios mais desfavorecidos do interior do país.

No Centro de Portugal num mar de montanhas a água límpida atravessa a rede de praias fluviais, compete com as praias do litoral e oferece quilômetros de percursos pedestres/BTT para a descoberta e a aventura.